Curso de Turismo – Financiamento Estudantil

Quem ama planejar uma viagem e conhecer novos locais pode unir a sua paixão com a sua profissão. No curso de graduação em Turismo, o estudante aprende a organizar, promover e divulgar viagens, eventos e atividades relacionadas a lazer e a entretenimento. Além disso, o profissional da área elabora roteiros, acompanha os viajantes, planeja congressos, exposições e feiras.

Onde o bacharel de turismo pode trabalhar?

A pessoa que pretende fazer o curso de Turismo pode trabalhar em operadoras de turismo, empresas de eventos, órgãos públicos voltados para o desenvolvimento da cultura e do turismo, hotéis e também atuar como consultor ou promotor de eventos.

O curso de graduação tem a duração de quatro anos e no currículo o estudante verá disciplinas de administração, gestão, sustentabilidade, meio ambiente, logística, hotelaria e comunicação. Há ainda disciplinas de contabilidade, história, geografia e português. Quem deseja trabalhar na área deve fazer um curso de língua estrangeira, já que é um diferencial falar em outras línguas como inglês e espanhol.

Curso técnico em turismo

No mercado há ainda o Curso Técnico em turismo com duração de dois anos para quem deseja trabalhar em setores específicos de agências de viagens, de empresa de eventos, companhias aéreas, com infraestrutura e serviços para turistas.

No curso, os estudantes também estudarão algumas matérias de administração, gestão e logística. Alguns institutos de ensino exigem um trabalho final de conclusão de curso e estágio supervisionado. Por isso, é importante pesquisar antes de se matricular.

Financiamento Estudantil para cursos de graduação

Quem não conseguiu ingressar em uma universidade pública e não pode pagar uma faculdade ou instituto particular, pode recorrer a financiamentos estudantil existentes, como o Prouni e o Educa Mais Brasil. Eles disponibilizam vagas em instituições públicas e privadas de ensino e até financiam ou custeiam as mensalidades de cursos técnicos, de graduação ou pós-graduação.

É necessário ter a nota mínima de 450 do ENEM, para os estudantes que concluíram o ensino médio depois de 2010, ser preferencialmente de cursos de formação de professores, da área de saúde ou de engenharia.

Quem pode se inscrever no Educa Mais Brasil 2017

O Educa Mais Brasil surge como uma alternativa para quem deseja estudar. Ele é um programa de inclusão educacional que oferece bolsas parciais de estudo para alunos interessados em ingressar no ensino superior, em fazer um curso de pós-graduação, técnico ou de idiomas.

O processo de aprovação ocorre enquanto houver seleção nas instituições parceiras e vagas, sendo essas limitadas. Além disso, o valor da bolsa varia entre 30% e 45% de desconto na mensalidade para cursos de Ensino à Distância (EAD) e até 70% para os outros cursos. Algumas instituições possuem outros parceiros que oferecem financiamento estudantil, por isso é interessante pesquisar antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *